Este é o nosso primeiro olhar para o próximo mapa de COD: Warzone?

Este é o nosso primeiro olhar para o próximo mapa de COD: Warzone?

  • Post author:
  • Post category:Videojogos

Uma série de novos vazamentos, revelados pela conta do Twitter @BlackOpsLeaks, indica que alguns mapas favoritos dos fãs estão chegando ao Call of Duty: Warzone, incluindo uma chamada Ilha do Renascimento. Esta pode ser uma prévia do que está por vir na Battle Royale.

O minerador de dados postou uma série de imagens que deixaram os fãs animados com o que poderia chegar na próxima semana com a integração do Call of Duty: Black Ops – Guerra Fria para dentro Zona de guerra e o início da temporada 1. Uma imagem mostra o que parece uma versão refeita de Rebirth Island, um amado mapa do original Call of Duty: Black Ops – Blackout jogo de batalha royale.

O vazamento da Ilha do Renascimento pode estar relacionado à recente revelação da Treyarch Guerra Fria roteiro, que provoca uma “Experiência de zona de guerra classificada”. Eurogamer aponta que as palavras parciais na imagem a seguir podem, na verdade, remeter à Ilha Vozrozhdeniya, que significa “Ilha do Renascimento” em russo e é um lugar real que apareceu no original de 2010 Call of Duty Black Ops como cenário para a missão Rebirth.

Algumas outras imagens de @BlackOpsLeaks mostram que outro novo mapa ocorrerá em um shopping, e ainda outro vai ser Raid, um mapa favorito dos fãs de Call of Duty: Black Ops 2 – mas, como comentadores com olhos de águia notaram, esta versão do Raid pode ser ambientada em outro local – possivelmente Cairo, dadas dicas nos dados e mudanças na paisagem de fundo.

Como a perspectiva da primeira temporada se aproxima, outros mineradores de dados também têm analisado todos os códigos disponíveis em busca de Chamada do dever notícia. Um, em @CODColdWarNewz, revelou informações adicionais, incluindo um Mapa noturno de Natal Nuketown, cartões telefônicos, e mais, que chegará junto com Guerra Fria integração. No entanto, os mineradores de dados também estão começando a obter avisos de remoção da editora Activision, portanto, se você estiver interessado em acompanhar o fluxo de informações, deverá estar alerta. Alguns vazamentos já parecem estar faltando e podem ser encontrados agora apenas em fontes secundárias que registraram as informações.

Essas notícias são promissoras para os fãs de Call of Duty: Black Ops – Guerra Fria, porém, que têm gostado do jogo, mas também reclamam da falta de mapas. Até o streamer Dr Disrespect criticou a quantidade de mapas multijogador disponíveis desde o lançamento. No entanto, como acontece com qualquer vazamento, os jogadores devem tomar todas as informações mineradas com um grão de sal, já que a Treyarch e a Activision não divulgaram muitas dessas informações publicamente ou comentaram sobre os vazamentos – e as coisas podem mudar antes do lançamento, mesmo que o vazamentos são precisos.